Ilha Fiscal e Passeio Marítimo pela Baía de Guanabara

Como o bom carioca que sou, sempre deixo pra depois ir a alguns lugares incríveis em nossa cidade. Afinal, tudo está ali a minha disposição, não é? A Ilha Fiscal é um desses lugares, que possui uma mega importância histórica e eu nunca havia ido nessa atração surpreendente e lindamente localizada. Outra surpresa, foi uma nova atração que descobri que a Marinha do Brasil oferece – O Passeio Marítimo pela Baía de Guanabara. Destaco que são dois passeios independentes. Então, aproveitei minhas pequenas férias de julho e saí por aí para explorar minha cidade.

Já faz tempo que estou afastado do Blog por pura falta de motivação para escrever, além de estar planejando minha próxima viagem de férias de Janeiro/18, o que me toma bastante tempo. É claro que apesar de não escrever, não tenho deixado de viajar e sair por aí para conhecer novos lugares e tentar manter a minha meta de conhecer pelo menos um novo lugar (cidade ou país) a cada ano. Tem tanta coisa pra colocar aqui no Blog, espero conseguir atualizar.

Ilha Fiscal

Em resumo, o Palacete da Ilha Fiscal tem esse nome pois foi construído com o objetivo de tornar-se um posto alfandegário para controle das exportações e importações da então capital do império. Dom Pedro II, ao ver aquela ilha no meio da Baía de Guanabara, decidiu pela construção do Palacete e dizem que o imperador teria afirmado que “A ilha é um delicado estojo, digno de uma brilhante joia”. Assim, o palacete construído na Ilha é chamado até hoje de Joia de Dom Pedro. Esse Pedrinho era sabido mesmo.

Recomendo a leitura do meu post sobre o Petrópolis – A Cidade de Pedro. Incluindo outra joia, a meu ver, que é o Museu Imperial.

O Palacete da Ilha Fiscal foi palco do último Baile Imperial antes da expulsão de D. Pedro II do país, após a independência do Brasil. A visita é guiada e nela o guia conta toda a história do Baile, passa um vídeo narrado por uma atriz que interpreta uma das convidadas do Baile Imperial e mostra algumas das dependências internas da Ilha Fiscal, incluindo o lindo terraço do palacete com uma vista panorâmica exuberante. É difícil deixar de imaginar com eram as coisas na época do império, ali naquele mesmo lugar.

O passeio é realizado pela Marinha do Brasil. O visitante deve se dirigir ao Espaço Cultural da Marinha localizado no Boulevard Olímpico. A bilheteria abre às 11 AM e eu recomendo que chegue uns 15 minutos antes da abertura da bilheteria para não correr o risco de ficar sem o ingresso, já que as vagas são bem limitadas, especialmente nas férias e alta temporada. São só três grupos de visitantes por dia e o transporte para a Ilha Fiscal pode ser tanto de barco, quanto de ônibus – infelizmente não é possível escolher, vai depender da disponibilidade no dia.

Localização: Praça XV – Boulevard Olímpico – Centro do Rio de Janeiro
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Dias de visitação: SOMENTE quinta a domingo às 12h30, 14h e 15h30
Site: www.marinha.mil.br/dphdm/ilha-fiscal

Passeio Marítimo pela Baía de Guanabara

Outra atração turística, que eu nem sequer sabia que era oferecida, é o Passeio Marítimo pela Baía de Guanabara que também é comprado no mesmo lugar que o passeio para Ilha Fiscal. É possível adquirir os dois no mesmo momento, comprando para adequar com a visitação à Ilha. Na fila da Bilheteria há um funcionário que dará as dicas dos melhores horários para que possa ser realizado ambos os passeios.

O passeio é realizado a bordo do Rebocador Laurindo Pitta ou da Escuna Nogueira da Gama e também é totalmente guiado. A guia a bordo explica, de forma super descontraída, os pontos históricos ao redor da baía, fala sobre a Baía de Guanabara em si, sobre os fortes de Niterói e etc. Tem a duração de cerca de uma hora e meia. É realmente imperdível e possui um custo benefício espetacular. Como o passeio para Ilha Fiscal, este também é muito concorrido e só são dois grupos de 90 pessoas nos dias do passeio.

Localização: Praça XV – Boulevard Olímpico – Centro do Rio de Janeiro
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Dias de visitação: SOMENTE quinta a domingo às 13h15 e 15h
Site: www.marinha.mil.br/dphdm/passeio-maritimo-informacoes

Dica do Sempre na Viagem: Recomendo, se possível, que faça o passeio de barco às 13:15 e o passeio à Ilha Fiscal às 15:30. Assim, será possível ver pelo menos o início do por do sol do terraço da Ilha Fiscal. Um privilégio!

Mais uma vez, espero que tenham gostado do post e se inscrevam para receber novos.

Follow us

Bruno Oliveira

Blogueiro em Sempre na Viagem
Carioca, servidor público, amante de viagens e corredor amador. Fascinado por fotografia e por conhecer novos lugares. Blogueiro e, a cada dia, mais ansioso por viver e viajar, é claro.
Follow us

2 comentários

  • Muito legal esse passeio, Bruno!! Fui à Ilha Fiscal assim que vim morar no Rio de Janeiro e algum tempo depois, fiz o passeio de barco pela Baía de Guanabara também. Maravilhoso. O Rio de Janeiro é demais, sou fã, rsrsrs.
    Beijos!!
    Lu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *