Curitiba em 4 dias

Dessa vez, escolhi conhecer a linda cidade de Curitiba em 4 dias por duas principais razões: a primeira foi que eu só tinha tempo para uma viagem curta nesse mês, devido ao trabalho; a segunda foi pela promoção em milhas para compra da passagem aérea. Além disso, a patroa está de férias nesse mês de agosto/16 e eu não posso tirar nesse período. Então, pra não passar as férias dela em branco, fizemos essa micro-viagem que surpreendeu em muito as nossas expectativas.Jardim Botânico Curitiba

E o roteiro de Curitiba em 4 dias?

Dia 1 – Chegada ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, check-in no hotel, compra antecipada do passeio turístico de trem de Curitiba até Morretes, almoço no Mercado Municipal no Box do Eliseu, visita à Ópera de Arame e piquenique no Parque Tanguá.

Dia 2 – Aluguel de carro e ida ao Parque Estadual de Vila Velha em Ponta Grossa – PR. Na volta, fomos conhecer o Jardim Botânico de Curitiba, devolução do carro e jantar no restaurante Madero.

Dia 3 – Passeio de trem de Curitiba até Morretes (manhã e tarde) e noite no Hard Rock Café Curitiba.

Dia 4 – Museu do Holocausto, Feira do Largo da Ordem, Catedral Metropolitana, Passeio Público, descanso no hotel e, novamente, jantar no restaurante Madero do shopping.

Na verdade foram 5 dias, mas no último dia o voo era logo cedo e só tomamos café e seguimos direto para o aeroporto. Portanto, foram 4 dias inteiros.

Parque Tangua CuritibaOpera de Arame Curitiba

Feira Largo da Ordem

Onde se hospedar em Curitiba?

Há diversas opções de hospedagem com preços bastante atrativos e boa qualidade. Eu optei pelo Slaviero Conceptual Palace que fica na região central da cidade, em frente a Praça Osório, e com fácil deslocamento para os principais pontos turísticos. Realmente gostei muito das instalações e localização do Slaviero e recomendo para quem quiser ir. Paguei cerca de R$ 850 pelas 4 diárias.

Slaviero Palace Curitiba 1 Slaviero Palace Curitiba 2 Slaviero Palace Curitiba 3

Quer ajudar o blog? Pesquise na barra lateral os hotéis pelo booking.com ou clique no banner abaixo, e finalize sua reserva. Assim, você está ajudando o blog a ganhar comissão e não pagará nada a mais por isso.
Booking.com

Como se locomover em Curitiba?

A cidade é conhecida por sua ótima infraestrutura de transporte, mas como eu não tinha muito tempo em Curitiba e admito que não entendi muito bem como funciona as diversas linhas e interligações das famosas estações tubos, ligeirinhos, inter bairros e etc. Acabou que só utilizei o Uber em meus deslocamentos, que está em atividade faz uns 3 meses na cidade e com os motoristas ainda super mega educados. No Rio já não é a mesma coisa que era quando começou.

Digo que valeu muito a pena pela praticidade e rapidez, pois o tempo que eu perderia pegando ônibus seria desperdiçado e não conseguiria fazer tudo que fiz. As distâncias dos pontos turísticos da cidade são pequenas e, por isso, não vale a pena alugar carro para se locomover dentro da cidade. Gastei cerca de 100 reais nesses 4 dias com Uber já incluindo a volta para do hotel para o aeroporto (na ida, do aeroporto para o hotel, fui de ônibus executivo que custou para o casal R$ 26 e, na volta, o Uber custou R$ 31)

Aeroporto Executivo

Aeroporto Executivo – Leva do aeroporto a alguns pontos da cidade

O que mais gostei?

Gostei muito do clima quente e agradável durante o dia e frio à noite, além dos diversos parques públicos e sensação de segurança mesmo no centro que costuma ser mais perigoso. Fica o destaque para o Museu do Holocausto que merece um post exclusivo.

Além propriamente da cidade de Curitiba, tanto o Parque Estadual de Vila Velha, quanto o passeio de trem até Morretes (post publicado), são duas atrações imperdíveis para quem gosta de natureza e história.

Parque Estadual Vila Velha Ponta Grossa Parque Estadual Vila Velha Pont Grossa 2 Trem Curitiba Morretes Serra Verde

Ah! Como não poderia deixar de mencionar. O restaurante Madero possui realmente um hambúrguer delicioso e você não precisa esperar 2 horas na fila como ocorre no único Madero que existe no Rio de Janeiro.

O que não faria igual?

Basicamente a única coisa que me arrependi foi ter ido jantar no Hard Rock. Eu não gostei do meu hambúrguer, pois achei a carne meio seca (pedi ao ponto) e o pão sem graça. A esposa também não curtiu o sanduíche e achou o frango meio duro. Não valeu ainda considerando o valor da conta que ficou em R$ 135. O ponto positivo fica para o ambiente que é lindo e super aconchegante. Dica! Antes de ir, coma em algum lugar e só vá curtir o ambiente, a música e tomar uns chopes.

Hard Rock Curitiba

Quanto gastamos?

Hotel – R$ 850
Passagem – R$ 300 (Smiles and Money + taxa de embarque)
Passeios, transporte e alimentação – R$ 1300
Total: R$ 2450

O gasto seria menor se só tivéssemos ficado em Curitiba e não tivéssemos feito o passeio de trem até Morretes (R$ 210 por pessoa na promoção) e alugado o carro para ir até o Parque Estadual de Vila Velha em Ponta Grossa (R$ 180 do aluguel, combustível e pedágio + R$ 36 das entradas no parque). Mas, nesse caso, a viagem não teria sido tão proveitosa.

Algumas Dicas Legais

  • Não alugue carro para conhecer a cidade. Táxi ou Uber são super adequados e econômicos já que as distâncias dificilmente serão superiores a 8 km. Existe, também, o ônibus turístico panorâmico que você paga R$ 40 por pessoa e pode descer em 4 pontos turísticos diferentes.
  • Caso vá sozinho, opte por utilizar o serviço de Ônibus Executivo do Aeroporto Afonso Pena, caso sejam duas pessoas ou mais, prefira chamar o Uber. Resumo: Ônibus (R$13 por pessoa), Uber do aeroporto até o Centro (R$30 a R$40), táxi (R$60 ou mais) e ainda taxa de retorno, pois o aeroporto fica no município vizinho à Curitiba;
  • Vá ao restaurante Madero pelo menos uma vez (têm opções fit);
  • Tênis. Use tênis. Definitivamente durante o dia não use sapato desconfortável ou salto alto. A cidade possui muitos pontos turísticos perto um do outro e você vai precisar caminhar bastante. Deixe a sofisticação para o jantar ou também vá de tênis.
  • Apesar da cidade ser fria no inverno, passe sempre o protetor solar e labial. O sol é forte do fim da manhã até o meio da tarde.
  • Diversos lugares não abrem às segundas e outros não abrem às terças. Chequem tudo antes de fazer seu planejamento.

Gostou desse roteiro? Talvez goste do nosso post com 10 dicas de como montar um roteiro.

Esse foi o primeiro post da viagem. Em breve, outros posts sobre os passeios que fiz. Assine o blog logo aí abaixo e não perca os próximos posts do Sempre na Viagem.

Follow us

Bruno Oliveira

Blogueiro em Sempre na Viagem
Carioca, servidor público, amante de viagens e corredor amador. Fascinado por fotografia e por conhecer novos lugares. Blogueiro e, a cada dia, mais ansioso por viver e viajar, é claro.
Follow us

7 comentários

  • Francisca
    Gostaria de saber mais pra uma reserva daqui a 20 dias
    Email 98044462a@gmail.com
    Tel 998044462

  • Hellem Marques

    Olá!!

    Faremos eu e meu esposo uma viagem para Curitiba, em fevereiro/17.
    Você tem previsão de quando postará sobre o Parque Estadual de Vila Velha e o passeio de trem? Amei suas dicas!

    Hellem.

    • Olá Hellem,

      Acabei de postar sobre o passeio de trem de Curitiba ate Morretes. Vá lá dar uma olhada.
      Quanto ao outro passeio, espero conseguir postar antes de sua viagem. Mas independente disso, não deixe de fazer.

      Abraços,
      Bruno.

  • Oi, Bruno!
    Eu tenho quase certeza q já fui no Parque de Vila Velha qdo era menor, ficou na minha cabeça, aguardo seu post com as fotos!

    Curitiba me parece ser muito limpa, ainda mais vendo suas fotos. Eu fui há muitos anos atrás, tenho leves lembranças. O clima “quente” de manhã nada deve de comparar ao Rio, né? Que beleza! 5 graus à noite é delicinha kkk!

    Fiquri curiosa com esse Madero, quem sabe não encaro a fila no Rio? Um horário mais alternativo, será?

    Gostei da parte q vc fala pra deixar a sofisticação para o jantar ou… Ir de tênis! Por que não?! Rsrs

    Bjos!! Adorei o post!!

  • Bruno,

    Já “passei” por Curitiba duas vezes, mas vendo sua postagem constatei que uma terceira vez seria incrível!

    Você tá profissional, cara!

    O resumo dos gastos do casal, vai me ajudar muito… a grana $$$ anda curta (sabe como é né, rs).

    Doidão pra ver o post do passeio de trem (sempre quis fazê-lo)!

    Grande abraço!

    • Fala Robson,

      Que legal que gostou do post! A partir de agora vou tentar falar mais um pouco de valores no Blog. É importante e todos sempre querem saber.

      Grande abraço,
      Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *