Palácio Guanabara de Portas Abertas com visita guiada

Recentemente descobri que o Governo do Estado do Rio de Janeiro, em convênio com o Senac Rio, disponibilizou, para os turistas e moradores, o “Palácio Guanabara de Portas Abertas”. Trata-se de um Tour Guiado pelo Palácio Guanabara, com professores e estudantes de turismo do Senac, por dentro da beleza e história do Palácio, batizado anteriormente de Paço Imperial. Fiz meu agendamento, e o Sempre na Viagem foi lá conferir aquele lindo casarão que já serviu de moradia para Princesa Isabel e Getúlio Vargas, e hoje funciona como sede do Governo do Estado.

Há uma confusão das pessoas acerca dos nomes de dois palácios diferentes. O Palácio Guanabara, aqui relatado, é a Sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro e fica localizado no bairro de Laranjeiras. Já o Palácio das Laranjeiras, outro palácio, serve como residência oficial do Governador do Estado e, atualmente, não é aberto a visitação.

tour palácio guanabara 2

As visitas devem ser agendadas previamente através do site visitaguiada.casacivil.rj.gov.br e, atualmente, só podem ser realizadas aos sábados, em três diferentes horários, conforme disponibilidade. É indispensável que todas as pessoas do grupo sejam agendadas, pois os nomes são conferidos por policiais para se ter acesso ao Palácio Guanabara. As visitas começam pontualmente, portanto não cheguem atrasados. Como ainda é uma atração pouco conhecida dentro do roteiro turístico, é relativamente fácil fazer o agendamento, mas acredito que será mais difícil no futuro.

É permitido o estacionamento dentro do palácio, mediante disponibilidade de vagas. Nesse sábado que fui, haviam muitas vagas disponíveis. Acredito que seja sempre assim, salvo haja algum evento dentro do Palácio. Tanto a visita, quanto o estacionamento são GRATUITOS. Recomendo que cheguem antes do horário agendado para apreciar e tirar fotos da fachada imponente.

Inicialmente, os guias do Senac explicam como será o tour e dão algumas regras gerais sobre o passeio. As fotos são permitidas em quase todos os ambientes, salvo do Gabinete do Governador e alguns quadros.

tour palácio guanabara 3

O primeiro ambiente a ser visitado é o Salão Nobre, muito imponente e com uma parte do mobiliário da época do Império. É a maior sala do palácio, possui diversos quadros de personalidades da época e um busto de D. Pedro II. Os lustres, os móveis e o teto impressionam pelos detalhes. No salão, acontecia os bailes da época do Império, onde Princesa Isabel recebia seus ilustres convidados. Atualmente, é utilizado para recepção de autoridades e eventos oficiais do Governo do Estado. Nessas ocasiões, os móveis são retirados para o salão poder ser utilizado. As fotos são liberadas, porém não é permitido sentar nem tocar no mobiliário.

tour palácio guanabara 6

Parte fechada a visitação, piso de azulejo hidráulico

tour palácio guanabara 4

Salão Nobre

O próximo ambiente é o Salão Getúlio Vargas, também conhecido como Salão Verde devido as suas paredes cobertas de mármore verde. Um espelho enorme se destaca no meio do Salão. A visitação à essa sala não fazia parte do início do projeto Palácio Guanabara de Portas Abertas, mas foi incluída no roteiro em setembro de 2015. O espaço foi decorado pelo próprio Getúlio Vargas e hoje é utilizado para assinatura de convênios, reuniões importantes e entrevistas.

tour palácio guanabara 5

Salão Getúlio Vargas

O terceiro e último ambiente interno do palácio é o chamado Salão Pé de Moleque, devido ao seu chão de pedras que lembra o conhecido doce junino. O mais interessante é que o calçamento original foi descoberto durante a reforma do palácio em 2011 e decidiram preservar e restaurar para que uma parte da história pudesse ser vista e contada. Esse tipo de calçamento era utilizado na época do período colonial nas senzalas onde os escravos ficavam. Assim, acredita-se que esse ambiente era onde os escravos da casa ficavam. Foi feita uma iluminação especial e instalado um piso de vidro sobre o chão. O resultado não podia ficar mais bonito. Esse salão, hoje com móveis modernos, é utilizado para receber Chefes de Estado.

tour palácio guanabara 8

Salão Pé de Moleque

tour palácio guanabara 7

Jardim de Inverno – Área Interna

A surpresa do tour fica para o final. Após sair do Salão Pé de Moleque, nos dirigimos por um túnel – onde passavam as carruagens – e é aberta uma grande porta que proporciona uma incrível vista para os Jardins do Palácio. Além disso, somos agraciados e recebidos com música clássica tocada por jovens que fazem parte do projeto de uma ONG da Comunidade do Alemão.

tour palácio guanabara 1

O grande diferencial da propriedade, a meu ver, são os Jardins do Palácio. É fenomenal e majestoso. Uma grande área verde, simétrica e projetada pelo paisagista francês Paul Villon. As palmeiras imperiais, reza a lenda, foram plantadas ali para fazer sombra às caminhadas da Princesa Isabel nas tardes ensolaradas. Infelizmente é proibido andar pelos jardins, mas as fotos são permitidas ao redor.

tour palácio guanabara 10 tour palácio guanabara 9 tour palácio guanabara

O último ponto de visitação é na Capela Santa Terezinha, ao lado do estacionamento. Ela foi construída na época do Governo de Gaspar Dutra, em 1946 (década de 40). Carmela Dutra, sua esposa, muito devota da Santa, quis que a capela fosse ali construída para que ela pudesse olhar a Santa Terezinha de sua janela do Palácio nos dias Chuvosos, inclusive o altar da Santa teve que ser rebaixado por essa razão. Hoje a capela ainda é utilizada para casamentos, batizados e missas.

tour palácio guanabara 11

Capela Santa Terezinha

A visita guiada tem duração de 1 hora e, ao final, são distribuídos questionários de avaliação do tour e dos guias, que são estudantes do Senac super simpáticos, interessados e prestativos. Espero que o Governo do Rio continue estimulando esse tipo de projeto para que os turistas e, principalmente, os brasileiros, possam conhecer e vivenciar um pouco da história do país. Aproveite para ver aqui no blog o post sobre Petrópolis, a cidade de Pedro.

Curta nossa fã page no FB: facebook.com/semprenaviagem

Follow us

Bruno Oliveira

Blogueiro em Sempre na Viagem
Carioca, servidor público, amante de viagens e corredor amador. Fascinado por fotografia e por conhecer novos lugares. Blogueiro e, a cada dia, mais ansioso por viver e viajar, é claro.
Follow us

6 comentários

  • Oi, Bruno, só uma observação…Quando você diz SESC, o certo seria SENAC RJ.
    Eu fiz esse tour também e foi bem legal!
    Um abraço!

  • Bruno, meu camarada,

    Eu preciso fazer essa visitação!!!!

    Cara que fantástica descoberta e obrigado por compartilhar 😉

    E que fotos, heim?! Lindas d+!!!

    Grande Abraço,

    • Robson,

      Como o Rio de Janeiro é pequeno e há muita coisa que ainda não conhecemos, não é? A ilha fiscal é exemplo de um programa que sempre deixo pra o próximo fim de semana.

      Que bom que curtiu o post e as fotos, em breve vou investir numa Gopro e tirar fotos ainda mais legais.

      Vá logo fazer a visitação, porque do jeito que anda nosso Estado é possível que essa atração seja suspensa.

      Abraço,
      Bruno.

  • Lindo post, fotos mais belas ainda, recheada de histórias, muito importante parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *