Sewell – A cidade fantasma nos Andes

Desde quando eu decidi ir ao Chile, o objetivo era fazer uma viagem diferente e sair um pouco do roteiro turístico obrigatório. Então, procurei em diversos blogs e fóruns quais atrações eram possíveis de serem realizadas de acordo com a proximidade – relativa – à Santiago, e que pudessem ser encaixadas no roteiro. Essa foi uma delas. Trata-se de um tour pouco conhecido e muito interessante pela cidade fantasma de Sewell.

Sewell Chile

Quando eu li pela primeira vez sobre essa cidade, decidi na hora que queria visitá-la. Na verdade, trata-se de uma cidade inteira que foi construída encravada na Cordilheira dos Andes em uma área com atividade intensa de mineração. Muitos não sabem, mas o Chile é o maior produtor mundial de cobre. Certamente todos lembram daquele incidente em que os mineradores ficaram presos, durante vários dias, dentro de uma mina de cobre, centenas de metros abaixo do solo.

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell foi uma cidade construída do zero, por uma empresa americana, para que os mineradores pudessem morar e trabalhar – e muito. Havia casas para os trabalhadores e suas famílias, bem como diversas opções de lazer, escola, cinema, piscina, boliche, teatro, igreja, energia elétrica e etc. Tudo isso era um luxo para a época. Ela já chegou a ter impressionantes 15.000 pessoas e a única forma de chegar até lá era através de um trem da companhia de mineração.

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

A cidade fica localizada a mais de 2.000 metros de altura e a 65 km de distância de Rancágua, cidade mais próxima, que por sua vez fica a 90 km de distância de Santiago. Ela também é conhecida como cidade das escadas, pois no lugar de ruas só há escadarias.

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell ChileSewell serviu de principal acampamento da mina El Teniente, que é a maior mina subterrânea de cobre do mundo e ainda encontra-se em atividade. No ano de 2006, a Unesco incluiu a cidade na lista de patrimônio histórico da humanidade por considerá-la um cidade empresarial.

Apesar da Sewell de hoje ser imponente e muito grande, ela não chega a representar 1/3 de como era nos anos 50, pois houve um grande período de abandono com muitos saques e destruição, até o governo chileno tomar uma atitude e resolver iniciar a preservação e restauração da cidade.

SewellSewell em 1940

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

Sewell Chile

Durante a visitação, percebe-se que os americanos proporcionavam uma ótima infraestrutura, um salário bem maior que a média paga na época e opções de lazer. Mas, em troca, era praticamente um trabalho escravo e arriscado. Quando os trabalhadores não tinham mais condição de exercer o ofício, eles tinham que sair da cidade de Sewell e voltar para suas famílias.

A companhia tinha regras muito sérias de convivência e esse é um dos motivos que as pessoas viviam em paz, pois não queriam ser expulsas do paraíso andino, como eles a chamavam. Quem aprontasse ou cometesse alguma infração um pouco mais grave teria que voltar a cidade de Rancágua com toda a família e aí o sonho acabava. A regra valia para adultos e crianças.

A cidade ainda encontra-se em restauração para que os turistas cada vez mais tenham uma experiência mais próxima de como era viver naquele lugar incrível àquela época.

Sewell Chile

Sewell ChileMuseu de Mineração de Sewell

Sewell Chile

Sewell Chile

Como Chegar

Não é possível ir por conta própria à cidade, pois ela fica numa área que pertence a empresa CODELCO (Corporación Nacional del Cobre) e é necessária autorização especial para entrada devido a segurança do grupo. Somente uma empresa turística está autorizada a fazer esse passeio, então nem adianta alugar o carro e fazer o tour por conta própria.

A boa notícia é que essa empresa faz um tour bem completo, explicando todas as particularidades do local e ainda inclui um almoço (por volta das 16:00) após a visitação. O guia do nosso passeio é o filho de um dos mineradores que viveram em Sewell e seu pai conheceu sua mãe dentro da cidade, portanto tivemos uma visitação cheia de emoções.

A empresa chama-se VTS e o passeio pode ser agendado através do email sewell@vts.cl. Para maiores informações sobre o tour, basta acessar a página da VTS.

O valor que paguei foi 40.000 CLP, por pessoa, que equivale a cerca de R$ 200,00. Entendo que é um preço super honesto para o que é oferecido: transporte de Santiago / Sewell; entrada na cidade; tour guiado e o almoço completo em um clube super bem localizado no alto da montanha. O passeio dura o dia inteiro.

Sewell Chile

Sewell Chile

É importante mencionar que esse passeio só é realizado nos finais de semana e feriados, sendo necessário fazer uma reserva prévia através do email. Portanto, ao fazer o seu roteiro, planeje-se. No período de inverno há muita neve na região e o clima fica bem imprevisível, sendo comum eles suspenderem a visitação em determinados dias devido a impossibilidade de subir a estrada. Mesmo assim, acredito que em um dia de inverno a cidade deva ficar ainda mais linda.

O Fantástico esteve lá visitando a cidade e a reportagem pode ser conferida nesse link.

Caso haja alguma dúvida, postem nos comentários abaixo. Todos serão respondidos.

Espero que tenham gostado do post e não deixem de assinar o blog.

Visite-nos no Google+

Follow us

Bruno Oliveira

Blogueiro em Sempre na Viagem
Carioca, servidor público, amante de viagens e corredor amador. Fascinado por fotografia e por conhecer novos lugares. Blogueiro e, a cada dia, mais ansioso por viver e viajar, é claro.
Follow us

9 comentários

  • Liana Gomes de Almeida Oliveira

    Caso alguém queria fazer esse tour e esteja inseguro estou passando por aqui só pra reforçar que o pessoal da empresa que organiza o tour é muito atencioso e cuidadoso.Na véspera do passeio me avisaram que seria cancelado por causa do mal tempo e me ofereceram a opção de um outro tour,caso eu não pudesse aguardar para fazê-lo no domingo.Que bom que pude aguardar e que o domingo amanheceu com tempo bom.
    Bruno,se não se importar vou usar o seu texto no meu álbum do face,claro que com os devidos crédito.Posso?

    • Olá Liana,

      Realmente a agência turística é ótima e o guias são muito bons.

      Se puder compartilhar o post e colocar o link no seu FB seria ótimo para divulgação do Blog.

      Não deixe de nos seguir através do preenchimento do seu email no rodapé da página.

      Obrigado pela Visita,
      Bruno.

      • Liana Gomes de Almeida Oliveira

        Ok.Vou compartilhar e colocar o link na minha postagem.Já preenchi o meu email.

  • Liana Oliveira

    Nem imagina a minha felicidade quando vi sobre essa cidade no seu Blog.Tratei logo de encaixar no meu roteiro e deu tudo certo.Pelo jeito está sendo bem procurado porque o meu tour foi num ônibus bem confortável.O guia sabe tudo e realmente a visita é bem completa.Obrigada por compartilhar!;

    • Olá Liana,

      Muito obrigado por ter voltado aqui e contato a sua experiência. Foi um dos passeios mais legais e diferentes que fiz até, tanto que não tenho nenhum amigo que já tenha feito o mesmo em sua viagem para o Chile.

      Abraços e assine o Blog.
      Bruno.

  • Olá Bruno! Como você acertou o pagamento com eles? Já reservou desde aqui ou somente quando chegou lá?

    • Olá Amanda,

      Obrigado pela visita e espero que tenha gostado do Post.

      Eu reservei por aqui mesmo, através de email. O pagamento eu fiz lá mesmo no dia do tour, em dinheiro.

      Abraços,
      Bruno.

  • Faz Simples

    Bruno, que cidade incrível!!! Realmente a paisagem é de tirar o fôlego.
    Os grupos de turistas são formados por quantas pessoas? Durante o tour é possível comprar água, alimentos e souvenir, ou a cidade é completamente “fantasma”?

    Parabéns pelos posts do Chile, estão ótimos!!!
    Grande Abraço.

    • Fala Amigo,

      Cada grupo é formado por cerca de 20 pessoas. A empresa de turismo tem outras vans, porém no dia que eu visitei só foi uma van cheia.

      Água e alimento eu não vi lugar algum para comprar, mas uma das edificações foi transformada em um grande museu de mineração e lá tem algumas poucas coisas de souvenirs para comprar.

      É aconselhável levar algum lanche pequeno e água para aguardar até o horário do almoço.

      A cidade apesar de não ser mais habitada, tem sempre algumas pessoas circulando que são funcionários da empresa de mineração que explora a mina de El Teniente.

      Abraços e que ótimo que está gostando dos posts…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *